Uma ideia que pretende espalhar afeto pela cidade de São Paulo. Esse é o projeto “Afinando o Afeto”, que tem à sua frente a empresária e cantora Maida Novaes, idealizadora e coordenadora do grupo Trovadores Urbanos .

30 de outubro de 2019 18:11

Um projeto que pretende intensificar o afeto entre as pessoas e registrar em livro experiências de afeto entre grupos. Totalmente baseado em evento de sucesso na cidade de Lençóis Paulista.

O objetivo principal do projetoAfinando o Afeto”, idealizado por Maida Novaes, integrante do grupo Trovadores Urbanos, é melhorar a linguagem afetiva da cidade   através de rodas de conversa, oficinas, palestras,   podcast  sobre histórias de afeto, vídeos e tudo o que possa demonstrar atitudes afetivas, provocando essa memória que existe dentro de cada um de nós. Essas oficinas são instrumentos especialmente preparados para criar experiências de afeto, em um verdadeiro exercício pratico de aproximação entre as pessoas.

Uma experiência realizada na Cidade de Lençóis Paulista, interior de São Paulo, demonstrou a eficácia de se falar de afeto e de reunir pessoas em atividades que remetam a momentos de emoção e doces recordações afetuosas. No caso desse projeto, o objetivo maior foi educar afetivamente professores da rede pública de Lençóis Paulista para que eles levassem para a sala de aula a própria educação afetiva. O resultado foi surpreendente, provocou muitos movimentos de mudança entre as pessoas envolvidas e a vontade de levar a todos os alunos esse aprendizado necessário e primordial para a vida: dar e receber afeto.

Há 30 anos, Maida Novaes coordena e é uma das integrantes do  grupo de seresteiros Trovadores Urbanos, compartilhando afeto pela cidade, transformando corações, emocionando as pessoas através da música que – por si só – já é um meio poderoso de dar e receber afeto. Segundo Maida Novaes, ninguém resiste a um tratamento amoroso. “O paulistano precisa melhorar sua linguagem afetiva, precisa aprender a perceber e reparar nas necessidades do outro, precisa viver o afeto em sua essência”. Maida Novaes sabe – por sua própria experiência com o trabalho dos Trovadores Urbanos – que a afetividade produz a solidariedade, a generosidade, a compaixão e a capacidade de amar.

Além de criadora da marca Trovadores Urbanos,    essa paulista desbravadora pesquisou e realizou o   documentário   “Seresteiros no Rio são Francisco”, criou o   Muro do Afeto, o Instituto Trovadores Urbanos, a Roda de afeto, as Oficinas Afetivas para empresas e também às dirigidas à Educação. As Rodas de Afeto se tornaram um instrumento tão importante na educação afetiva das pessoas que Maida Novaes iniciou esse projeto em 2019, efetivado no interior paulista, na cidade de Lençóis Paulista,  que atingiu a 200 educadores e 2000 crianças. O objetivo desse projeto foi  refletir sobre práticas afetivas e impactar os alunos e professores,   contribuindo para uma sociedade mais justa,  humanizada e humanizadora.

Através de toda a experiência adquirida com essas ações, nasceu – enfim – o projeto Afinando o Afeto especialmente dedicado a contribuir para que a capital de São Paulo se torne  uma cidade mais amorosa, com muita paz. “Para que isso aconteça, precisamos estimular a empatia, a gentileza, enfim, a linguagem amorosa entre os moradores da megalópole”, explica Maida.

Maiores informações sobre o projeto Afinando o Afeto podem ser obtidas através do e-mail contato@trovadores.com.br ou pelo telefone (11)2595 0100

Compartilhe